terça-feira, 30 de junho de 2009

Dê sua opinião

Dálits, o que isso representa pra Índia?
Um nome, o que representa esse nome? O que ele pode causar ao ser pronunciado?
Um simples nomes que desencadeia uma série de problemas, preconceitos, etc...
Homens carregando cadáveres, pessoas limpando esgotos, lidando com o couro, que vem de um animal sagrado do páis, isso é trabalho para um Dálit.
Crianças já nascem com um rótulo, o que é garantia de um futuro de incertezas e medos.
Um futuro marcado por preconceitos, ausênsia de direitos básicos, como ao conhecimento, o direito de ter um trabalho dignoo, uma expectativa de vida.
Me pergunto o porque de em pleno século XXI, o preconceito ainda ser tão grande, ainda levarem em conta diferenças como uma casta ou outra, uma raça ou outra.
A questão é que em um país tão cheio de deseigualdades, tão rico e tão pobre, com tanto desenvolvimento em certas areas, ainda levar em conta ideias tão antigas, tão pobres.
Porém, como toda história tem seus dois ou mais lados, não se pode julgar certas atitudes, ou crenças, já que tantas de nossas ideias, são totalmente vulgares ao ver de outras pátrias.
Dálits, seria isso puro preconceito? Ou apenas uma questão de religião?

Penélope

16 comentários:

  1. o texto fico otimo!!mas acredito q esse rotulo nao seja um preconceito em si mas sim uma crença religiosa levada ao pe da letra por pessoas q nao sabem como usa-la!!!pessoas q se jugam superiores as outras acreditanto q seus antecessores nasceram da boca,dos braços das pernas, assim vai,de um deus!!!essa injustiça pra mim deve acanbar!!mas como se acaba com uma religiao tao FORTE como a deles??dificil neh?!?!

    ResponderExcluir
  2. Concerteza eh um absurdo,
    Concordo com tudo e minha resposta pra essa pergunta final eh..
    Elees não tem preconceito de cor,nós temos,percebeu como nós não podemos julgar ninguem?
    Então..A questão de religião eh a seguinte; A religião é quase obrigatoria,são poucas as pessoas que naum tem,o problema,eh q religião gera mais conflito do q paz,existem paises brigando e o motivo eh simplesmente,religião !
    Fechando; pra mim eh religião que leva ao preconceito e a esse clima ruim,essa imagem péssima q temos da Índia!
    beijos .

    ResponderExcluir
  3. Bom... eu escrevi o texto, mas não dei exatamente a minha opinião... eu tentei ser imparcial.
    Na minha opinião uma coisa gera a outra, começa com uma questão de religião, essa parte até deve ser respeitada, mas isso meio que passa pra ignorância, fica parecendo que as pessoas se aproveitam da religião pra poderem exibir seus preconceitos, falarem numa boa, sem serem mau vistos.
    Ao meu ver essa coisa de castas não tem nada a ver, chega a ser desrespeito, mas ai entramos naquela mesma questão, sera que alguem que mora num país tão preconceituoso como o Brasil pode falar alguma coisa.
    É a religião deles, não tem muito o que falar, mas eu acho que eles exageram e abusam um pouco disso.

    ResponderExcluir
  4. uma pessoa uma vez me disse Deus criou o amor e a fé, o diabo veio e crio a religiao e o casamento!!kkkk
    nao concordo q a religiao cause as gerras ,os preconceitos!!acho q as pessoas q as interpretam errado q fazem com q isso aconteça!!nos nao podemos falar deles pq somos preconceituosos nisso eu concordo!!mas vc ataca uma pessoa por ela ter uma classe mais baixa q vc??pela pessoa ser negra,homossexual,catolico,evangelico,amarelo,sei lah qualquer coisa vc ataca ela pra ela morrer??eu pelo menos nao faço isso!!

    ResponderExcluir
  5. Mas uma religião que julga as pessoas, que diz quem é melhor e quem é pior não estaria sendo preconceituosa?

    ResponderExcluir
  6. penso q sim!!nao estou discutindo q nao seja preconceito!!porque na minha opiniao eles estao sendo mas nos costumes deles nao!!entao pra eles nao e preconceito!!do msm jeito q existem certas regras nas religioes brasileiras q acontece muito preconceito!!mas no Brasil isso nao e tao explicito pq pra gente isso e comum do msm jeito q pra eles tbm e comum!!

    ResponderExcluir
  7. Ficou bacana, mas essa questão não aflinge só a Índia... essa questão de um ser humano, ser menosprezado não é uma exclusividade da índia.. a diferença é que lá, essa distinça de "classes" é feita descaradamente, aqui no Brasil não... um negro, um retirante nordestino, um favelado.. infelizmente podemos chamá-los de "Dalits", pois todos os "serviços sujos" são designados e eles... lhe pergunto, vc já viu algum diretor de uma grande empresa negro?? O texto está excelente, com margens para amplas discussões... mas na minha opinião, a denominação de "dalits" é apenas umas forma "legal" de expandir o preconceito e o racismo... como o post mesmo alega, tudo tem o seu lado bom e ruim, o lado bom dessa história (sei que muitos não concordarão comigo) é que com essa denominação cultural aceita pela sociedade, ha uma ordem pré-estabelecida, o que acarreta num conceito de desenvolvimento maior (nao desenvolvimento sociológio) de definições de hierárquicas e organizacionais... bom é isso ai!!!!

    ResponderExcluir
  8. pode até ser comum pra eles... mas por mais que seja um conceito de religião, ninguem pode sair por ai achando que é melhor que os outros e ditando regras, isso é exclusão.
    Concordo com o Fred, aqui não é tão explícito, mas existe, em qualquer lugar isso existe, isso se chama preconceito! Pra mim é preconceito, por mais que seja uma coisa em que eles creem.

    ResponderExcluir
  9. Cada país possui uma cultura diferenciada, hábitos, crenças que muitas vezes para nós podem parecer estranhos, inaceitáveis e abusivos. A Índia, país de cultura riquíssima assim como o Brasil, possui grande desigualdade social que pode ter como uma de suas causas a segregação propiciada pelo regime de castas. Ao meu ver, a crença religiosa deveria ser um caminho para igualdade entre os povos, cresci escutando que todos somos iguais e filhos de um só Deuse nisso, continuo acreditando. É dificil aceitar que seres humanos, ainda hoje, possam ser desprezados, desrespeitados e humilhados por questões de casta, cor, sexo, nível social, entre tantos outros tipos de descriminação que existem. Não nos cabe jugar o certo o errado, porém, neste caso, descriminar um ser humano por não possuir uma casta me parece um absurdo. Mto já tem sido feito para diminuir essa problema na Índia, espero que a religião continue sendo uma forma de criar harmonia, de caridade e humildade, de aproximação dos seres humanos, independente do papel ou status que cada um ocupa na sociedade.

    ResponderExcluir
  10. eu acho que é puro preconceito.
    isso não existe,na minha opinião a religião foi usada como porta voz de todo o preconceito do homem,para fazer com que as pessoas aceitassem aquilo que foi dito por um "supremo" mas que no fundo esconde o verdadeiro desejo do homem de se sentir superior a outro a ponto de determinar que todo e tipo de pessoa que fisesse o trablho "sujo" por eles seria descriminada da sociedade e tratados como "poluídos" de tal forma que ao menos poderiam ser tocados

    ResponderExcluir
  11. Concordo com a garota ai de cima [que por acaso é a nanda]
    é isso que eu tentava dizer o tempo todo.
    Fica parecendo que eles usam da religião pra poder fazer discriminação.
    Parece que um tem o ego maior que o outro, mas é dificil poder comentar, isso acontece no mundo todo.

    ResponderExcluir
  12. Elisângela Ferreira1 de julho de 2009 05:12

    O que percebemos na Índia, é um preconceito exacerbado vestido de religião. Notoriamente, este fato, aqui no Brasil tem outro nome: RACISMO, e é crime inafiançável.
    Aos seguidores da Bíblia Sagrada: Deus, o Eterno, nos fez iguais, à sua imagem e semelhança. Sendo nós iguais a Ele, como podemos repudiar o nosso irmão, não só por sua aparência, mas, também, por economicamente ser menos privilegiado que alguns?
    Viveremos atrelados ao PREconceito, ou seremos livres vivendo em união?
    A Palavra de Deus diz: "Quão bom e quão suave é viverem unidos os irmãos", "Como poderão andar juntos se não estão em comum acordo?"
    É preciso que o Preconceito seja expurgado da humanidade e que globalizadamente, sejamos UM.

    ResponderExcluir
  13. Devemos tomar este exemplo dos Dálitis, e tirarmos do seio da humanidade todo o preconceito. Já é hora de tirarmos toda a desculpa: "fulano é assim, porque Deus quis". Deus não quer o pior para ninguém.
    O próprio Jesus disse: "Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância".
    Preconceito religioso - FORA.

    ResponderExcluir
  14. Ficou Massa
    Concordo e acho q e puro preconceito;
    Como ate hj a preconceito contra os negros .

    ResponderExcluir